Diário de Uma Mamãe – 7 e 8 Meses

Publicado em 29.09.2016

Meu Deus penso seriamente todos os dias em escrever o Diário de Uma Mamãe, mas por mais que eu tente, não consigo! Na verdade gosto de escrever em um momento de calma, em silêncio, aquele momento em que preciso me concentrar, pensar e de repente estar com o diário pronto, mas gente, é tão difícil!

Terminei o ultimo diário louca de vontade de escrever esse, mas não foi como pensei… hehe e cá estou eu tentando escrever o que já aconteceu há muito tempo. Mas vamos tentar né?! Vida de mãe é assim, não dá para prever muito as coisas. Ah! Lembrando que resolvi escrever dois meses juntos pois já se passaram muito tempo, me perdoem!

O 7º mês foi muito conturbado! Tivemos evoluções e grandes desenvolvimentos graças a Deus, mas também remédios, inalações, idas e vindas de consultório médico…

blog-1

Um verdadeiro caos! Ana Laura teve uma tosse seca que acabou evoluindo, depois da tosse carregada inalação e medicamentos, ela desenvolveu uma laringite! Um frio absurdo do mês de julho, vento, tempo seco! Meu Deus parecia não tem fim! Íamos na médica à cada 3 dias (pensem o desespero) sem contar uma infecção no ouvido! Com apenas 7 meses minha pequena teve que tomar antibiótico e fazer uso de bombinhas… aiii meu coração de mãe. Noites bem mal dormidas, medicamentos nos horários exatos, fisioterapia respiratória no hospital. Sinceramente não sei explicar para vocês como foi resistir e aguentar firme a tudo isso, com a graça de Deus e a querida Dra Paulina Trota AL sarou, voltou a sorrir e todos nós a dormir! Ahhh! Mas não contei que tanto eu quanto o Thiago meu marido ficamos também doentes, com uma sinusite daquelas… também tomamos antibióticos e fizemos inalação, posso falar?! Não foi fácil não. Além de tudo isso minha mãe ficou internada por vários dias com pneumonia! Dá para entender meu sumiço das redes sociais nesse período né?!

Fora todo esse contratempo tivemos coisas boas. Ainda com 7 meses AL começou a fica em pé e na posição de engatinhar e aceitou a gelatina e o suco de laranja lima (Ebaaaa, conseguimos). Aiii que delícia ver minha pequena evoluindo!

blog

No dia em que AL completou 8 meses voltei a fotografar para o blog! Ufa! Como ela já estava super bem a médica liberou para viajarmos de avião e fomos para Indaiatuba passar o dia dos pais com o vovô Max e a família do Thiago. Foi uma delícia AL amou brincar no chão com os priminhos. Ver pessoas e lugares diferentes e descansar um pouco da rotina cansativa em que estávamos. Nessa fase já estava bem firme sentando sozinha, sem apoio e com muito equilíbrio, o que ajuda muiiiiito as costas da mamãe hehe

blog-1
Depois da viagem tivemos tantas evoluções que fico encantada só de lembrar. Nossa pequena começou a “conversar”. Os balbucios foram virando um converseiro sem fim… Tai tai tai tai, nenenenenene rs consegui fazer muitos videozinhos para registrar esse momento porque ouvi de uma amiga que a gente esquece esse vozinha de quando nossos filhos são ainda bebês (dica boa heim mamães) por isso faço pelo menos um vídeo por semana pelo celular mesmo. Com oito meses e meio AL começou a ficar em pé sozinha no cercado, segurando ela mesma nas bordas e se equilibrando, pra morrer de amor!

blog-2

O frio diminuiu um pouco mas o clima continuou uma loucura no mês de agosto! Sinceramente gente, esse é o pior mês pra mim… Bom, acho que é isso! Não consigo lembrar muitos detalhes porque foram meses marcados por fases ruins, que já, com a Graça de Deus terminaram!

Até o próximo diário que sairá em breve, prometo!

Ps.: As 2 primeiras fotos são realmente com 7 meses e as 2 últimas com 8 meses. Não é demais o trabalho de acompanhamento mensal dos bebês  que a Letícia Moia faz?! #Love

Bjo Telma e Ana Laura

Ensaio dos 6 meses da Ana Laura

Publicado em 20.07.2016

Oi gente! Essas fotos foram tiradas ha mais de um mês, quando Ana Laura completou 6 meses de vida! Fiquei em dúvida entre postar ou não e acabei optando por postar principalmente para mostrar o trabalho maravilhoso da nossa Top fotógrafa Letícia Moia. O cenário é o jardim do estúdio da Lê e mostra a comodidade e conforto para as mamães que assim como eu gostam de registrar seus momentos importantes com seus pequenos pelas lentes da Titia Letícia.

O look que usei já mostrei por aqui com exclusividade (um post inteiro como ele) lembram?! Mas com uma peça maravilhosa dessa seria inviável trocar a peça para fotografar com minha pequena.

O resultado não poderia ser outro! Um ensaio feliz, com imagens para a eternidade, vejam…

0014
0042
0034
0021
0040
0024
0036
0019
0027a
0038

Meu Look: Morena Rosa para Loja Detalhes

Look da Ana Laura: Total Milon

Letícia Moia como sempre nos deixando apaixonadas pelos cliques! #amamos

Espero que gostem!

Bjo Bjo

Diário de Uma Mamãe – 6 meses

Publicado em 14.07.2016

Gente, hoje eu sinceramente nem sei por onde começar… Sério mesmo, é uma fase de tantas mudanças e acontecimentos que parece que já esqueci tudo que aconteceu. Sim, eu sei que foi erro meu não ter escrito o diário antes, mas foram tantas intercorrências no meio do caminho que ficou super, hiper, mega difícil escrever. Todas as vezes que sento para escrever o diário digo para mim mesma: dessa vez vou atualizar e o diário não vai ficar atrasado! Pura e doce ilusão…

0010

Vou tentar escrever tudo que me lembro desses 6 meses da Ana Laura, mas para me justificar preciso contar que fiquei doente, mal mesmo de sinusite e quando eu estava sarando minha mãe adoeceu e ficou aos meus cuidados, vocês imaginam como foi não é?! Enfim o 6º mês chegou e com ele o alívio e medo dos primeiros meses se foram… Entramos numa nova fase, descobertas, brincadeiras e algumas boas risadas de coisas que ela começou fazer e que não fazia antes.

Foi um mês de muito, muito frio, por isso AL ficou muito no colo, no carrinho, no sofá e poucas vezes em seu tatame, por isso achei que ela foi pouco estimulada. Fiquei preocupada e algumas vezes até comparei o seu desenvolvimento. Coisas do tipo nossa minha filha não está sentando sem apoio e outras crianças já sentam, juro não fiz por mal mas sou humana e erro! Não quero fazer isso… porque cada criança tem seu tempo, mas é tão automático que a gente faz sem perceber. Numa dessas falei para o Thiago e ele logo me disse para ter calma que algumas crianças que eu estava comparando eram mais velhas que ela… foi isso que me fez acalmar! O frio que tivemos foi daqueles de você não saber o que fazer para amenizar. Hora do banho aquele terror, tirar a roupa e colocar na banheira com receio de “pegar” friagem, insegurança de ficar doente, nessa fase são outros medos que surgiram, já estou achando que não existe idade da criança que a gente não tenha medo e insegurança. É isso mesmo gente?!

Tivemos convites de festas juninas, aniversários, comemorações e não pudemos ir. Eu sempre optei por não ir para evitar qualquer transtorno e arrependimento daquele tipo: Porque eu fui?! Mas ao mesmo tempo ficava lá no fundo um tanto chateada de não estar tendo vida social. O que é necessário já que ficamos tão envolvidas com o mundo materno que esquecemos de nós mesmas, quem nunca pensou assim e depois ficou se sentindo culpada de pensar: Meu Deus eu queria ir a uma festa? Acho que é coisa de mãe.

Estivemos na consulta médica de rotina e tentamos introduzir suco e gelatina, sem sucesso! Ana Laura não aceitou o suco, tentei de diversas maneiras, em momentos diferente, horários variados… nada! A gelatina não vou mentir, não tentei… não consegui tempo para fazer, vocês podem pensar que é impossível não achar um tempo para fazer uma gelatina, mas acreditem não deu!  Do restante continuamos com a mesma rotina, alimentação, fruta, mamadeira de leite e chazinho de camomila a noite. Ana Laura tirou 10, está excelente, graças a Deus.

0048

Todo mês comemoramos o mesversário da AL e ela sempre recebe presentes da família e nesse ela ganhou um presente muito especial da minha irmã Luciana, um kit de cds da Galinha Pintadinha que amou! Esta vidrada ouvindo e assistindo aos clipes fofos! Percebemos o tanto que ela gosta de músicas e ficamos muito felizes com isso.

Ah! Preciso contar que não imaginava como os bebês perdem roupa de uma semana para outra! Meu Deus… nesse mês compramos muitas roupinhas, pois todas já estavam ficando pequenas ou então não eram quentinhas suficiente para o frio que enfrentamos.

O sono graças a Deus continua bem, dormindo a noite toda mas acordamos as 23:30 para a ultima mamadeira e as 5h para a primeira. Sim, é cansativo! Mas o mais importante é ela estar bem alimentanda e crescendo saudável né?!

al

Antes de finalizar lembrei de contar para vocês sobre a queda de cabelo da minha pequena! Meu Deus!!! Ana Laura ficou quase careca e a mãe dela também! Sério! O que é isso gente?! Perdi acho que a metade dos fios que eu tinha! Na hora do banho era quase que ver uma peruca minha no chão, é cômico mas é tão trágico…

É isso gente, termino esse diário com ela no colo pois começou chorar e tive que pegar… Termino também com uma louca vontade de escrever o próximo… tantas coisas para contar para vcs!

Bjo Bjo

Telma e Ana Laura

Diário de Uma Mamãe 4º Mês

Publicado em 20.05.2016

Estou impressionada como o tempo está voando! Já tinham me falado mas se quer eu imaginava como o tempo voa e o filho cresce! Ana Laura completou 4 meses e eu estou tentando me organizar e conciliar trabalho com blog, com filha, com marido… mas não tá fácil viu?!

0014

Pois é, comecei bem devagar voltar ao trabalho. Vou duas vezes na semana para meu consultório (para quem não sabe sou Psicopedagoga e atuo há mais de 10 anos em clínica). Fico 1 hora e meia fora, volto para casa na hora de dar de mamar fico 1 hora com AL, volto para a clínica mais 1 hora e meia e por fim volto de vez para casa antes das 17h, pois Ana Laura começou a comer sopinha (papinha) por recomendação médica do Dr. Wagner Ripari (Um anjo nas nossas vidas), assim as mamadas diminuíram, porém a preocupação aumentou. Explico! Antes eu pensava nas mamadas e no horário das frutinhas que era descascar e passar na peneira 2 vezes ao dia. Agora preciso preparar a sopinha, passar na peneira para dar para ela e vou dizer… Graças a Deus ela adora. Assimmmmm o cuidado e as preocupações dobraram! Mas apesar disso fiquei muito mais feliz ao ver minha pequena crescendo, desenvolvendo e interagindo. Agora é fácil fácil ouvir barulhinhos, risadinhas e até mesmo gargalhadinhas que deixam a mamãe completamente apaixonada!

Comecei também fazer massagem! É um momento maravilhoso… meio para desligar um pouco. Tanto nos dias de trabalho, como nos de massagem e as sextas feira que eu faço as unhas minha pequena fica com minha mãe e conta alguns dias com a ajuda da minha prima. Só assim gente para eu sair e deixa-la.

No mês de abril fizemos 2 viagens, uma de carro e mais uma de avião. Numa delas aconteceu algo bem bacana, estávamos em Presidente Prudente e Ana Laura foi reconhecida por uma leitora querida do Blog! De repente ouço… Ela não é a Ana Laura?! Rs! Olho e respondo: É sim! Haha  - aproveito o momento e mando aqui um beijo especial para a Márcia, querida leitora -. Na segunda viagem de avião Ana Laura ficou mais quietinha. Comeu sua papinha e sua fruta durante e voo e em seguida dormiu. Mas mesmo assim, ela fica incomodada durante o pouso, acredito que seja devido a despressurização, várias pessoas ficam né?! Enfim mais uma vôo para contar história!

Algumas mudanças aconteceram também em relação a posição de dormir… comecei a perceber que AL queria virar e num piscar de olhos ela estava ficando de lado. Percebi que quando ela cansa de ficar de barriguinha para cima ela demonstra incômodo e quer virar. Também percebi que ela já tinha com 4 meses firmeza para levantar bem a cabeça quando esta de bruços brincando.

0016

O tempo voa, mas as vezes tenho a impressão que o dia é muito mais longo. Talvez seja pelos afazeres que não são poucos. Só depois que fui mãe consegui realmente entender isso de: Não tenho tempo! De verdade, não tenho mesmo! Pois o tempo que poderia me sobrar eu sou toda da minha filha. Dou todo o meu tempo para ela, tempo de qualidade! Beijo, abraço, brinco, faço gracinhas… Sou eu quem preparo todas as sopinhas, todas as frutas e não abro mão de dar para ela, nesse momento… enquanto consigo e posso.

Bom gente é isso, essa é minha vida. É a vida que tenho, é a vida que amo. Sinceramente não me imagino de outra maneira.

Bjos com carinho

Telma e Ana Laura

Fotos| Letícia Moia

Ensaio para o Dia das Mães

Publicado em 12.05.2016

Oi gente! Semana passada fizemos alguns ensaios para o meu 1º dia das mães! Pretendo mostrar todos aqui hehe (são 3) para vocês verem que trabalho lindo e super competente da nossa querida fotógrafa Letícia Moia.

Sendo meu primeiro dia das mães quis registrar de uma forma gostosa e também lúdica o que me dá o maior prazer: Ser mãe da pequena Ana Laura, essa criança feliz e abençoada por Deus. Vejam:

Dia das mães (9)
Dia das mães (11)
Dia das mães (7)
Dia das mães (10)
Dia das mães (8)
Dia das mães (6)
Dia das mães (4)
Dia das mães (3)
Dia das mães (5)
Dia das mães (1)
Dia das mães (12)
Dia das mães (2)

Posso morrer de amor?!

Para conhecer mais o trabalho dessa super fotógrafa clique aqui Letícia Moia Stúdio Fotográfico

Apaixonada!

Bjo Bjo

Telma e Ana Laura

Diário de Uma Mamãe 3º Mês

Publicado em 10.05.2016

Ai que delícia poder escrever um diário para vocês! Eu sei que repeti várias vezes: voltando ao ritmo, estou de volta e outras frases do tipo. Sei também que não estou cumprindo como eu gostaria o que eu disse, mas o fato é que a maior parte do meu tempo é dedicado a minha filha.

0053

Eu nunca fui a favor de quando fosse mãe, ser apenas mãe! Juro que eu quero continuar todas as minhas atividades, mas a minha prioridade no momento é a Ana Laura. Nesses primeiros meses, por mais que a gente tente fazer muitas coisas, você não consegue fazer praticamente nada, a não ser cuidar do bebê. Não sei se vocês vão entender isso como eu gostaria que vocês entendessem. Mas mesmo tendo ajuda, minha cabeça está voltada para essa pequena. Tenho certeza que quem é mãe não irá me julgar, porque sabe muito bem do que eu estou falando.

Sempre tive inúmeros compromissos, sério mesmo… trabalhos, eventos, fotos e pouco tempo em casa (talvez eu diria que infelizmente). Mas de repente você se vê de certa forma presa. Não é fácil para alguém que ficava em casa só para comer e dormir se ver 24 horas dentro da sua casa, prestando atenção a horários de tudo (sou rigorosa com isso), muitas vezes sou até chata com essa coisa de horários. Não deixo passar a hora de nada da Ana Laura e com isso fico muito presa mesmo. Não consigo relaxar, não consigo desligar, fico sinceramente ligada o tempo todo, não consigo trabalhar e isso de certa forma acaba comigo, porque eu amo o que faço e sinto falta.

Para vocês terem uma ideia esse post deveria ter ido ao ar em Março, sim… estamos em maio e só agora estou conseguindo falar sobre o 3º mês, parece até piada mas não é.

Como já contei para vocês quando as mamadas ficaram reguladas (e não limitadas) e eu percebi que estava tudo acalmando começou uma nova etapa da vida da AL. Com 3 meses e meio ela começou por recomendação médica comer frutas (mamão, pera, maçã, banana maçã e abacate) todas passadas na peneira e aos poucos ate chegar numa quantidade adequada para ela. Para iniciar ela comia uma única fruta por 3 dias para ir acostumando e o intestino tolerando cada uma delas. Não demorou nada para essa menininha adorar a comer, assim começou a preocupação com o horário das frutinhas as 9h (MS) e as 17h (MS). Apesar de mais um compromisso com ela durante o dia eu estava amando ver minha filha comer e perceber o tanto que ela estava crescendo. Com isso decidi que ainda não era a hora de voltar a rotina aliás a não rotina porque agora temos uma bebê na nossa rotina que antes não existia haha deu para entender né?!

No dia 23 de março Ana Laura fez sua primeira viagem de avião. Por um lado fiquei nervosa (medo dela chorar e ter que aguentar os olhares e palpites de gente estranha) por outro fiquei feliz de pensar que tão pequenininha ela já ir voar conosco. A viagem foi de certa forma tranquila, porém os horários nos traíram rs, explico! Antes de irmos para o aeroporto AL teve consulta médica e tomou 2 vacinas (como é triste essa parte), assim tivemos que sair muito cedo e ela acabou fazendo cocô durante o vôo e como vocês sabem esses aviões pequenos não temos onde trocar o bebê, resumo: Ana Laura chorou um pouco e sim eu tive que aguentar alguns olhares toscos e alguns palpites, mas sobrevivemos! Ah esqueci de contar que como não tínhamos onde deixar o Nick (nosso Yorkshire) tivemos que levá-lo junto. Imaginem?! Família completa!

0035

Fora isso foi ótimo ir passar a Páscoa com a família e várias pessoas que ainda não conheciam essa pequena pode conhecê-la. O 3º mês foi bem mais calmo! Sou super adepta da frase: Tudo passa!

Beijos

Telma e Ana Laura

Diário de Uma Mamãe

Publicado em 17.03.2016

O tempo é uma coisa estranha! Ao mesmo tempo que sinto que passou super rápido esses dois meses de vida da Ana Laura, também sinto que passou muito devagar. Parece que a tenho há muito tempo, as vezes parece até que ela sempre esteve aqui.

mamae

Por um lado posso dizer que as coisas melhoraram, quando ela estava com 38 dias, ela sorriu pela primeira vez para a minha mãe e quando fez 40 dias foi também o dia em que minha mãe voltou para a casa dela (a pedido meu, porque ela não queria ir). E sinceramente foi um marco para mim depois do nascimento da AL, pois foi quando eu comecei a me sentir eu mesma, mesmo sabendo que não sou mais a mesma rs. Consegui começar a pensar em outras coisas, pensar em tirar o pijama, a tentar vestir outras coisas (meus jeans servindo e eu nem sabia) começar a imaginar o blog daqui para frente. Comecei a fazer coisas em um tempo recorde que eu jamais imaginava que daria tempo! Cada momentinho livre é fazendo algo que as vezes eu levava horas…  Aprendi qual o horário que ela gosta de passear e ouvir cantigas de roda que eu mesma faço questão de cantar e olha que o repertório já está grande. Qual o choro de desconforto, quais as roupinhas praticas e indispensáveis. Fizemos também uma consulta medica com ela que foi o divisor de águas nas nossas noites. Começamos a fazer mamadas programadas. Programadas e não limitadas, não me entendam mal, vou explicar melhor. Ana Laura mamava aleatoriamente e a noite a cada duas horas, ou seja eu não dormia 1 hora completa a noite toda. A partir dessa consulta no Dr. Wagner Ripari Ana Laura começou a mamar a cada 2 horas durante o dia, começo as 5h e paro as 21h e podem acreditar, ela dorme a noite INTEIRA, eu nem acreditei quando começamos e na primeira noite já deu certo! Ufa! Ah, sim! Eu acordo bastante para olhá-la mas não preciso pegar, ela sempre está dormindo.

Dizer para vocês que é tudo super tranquilo e um mar de rosas eu estaria mentindo! Mesmo dormindo bem a noite, durante o dia é cansativo sim. Amamentar a cada 2 horas, lavar e passar as roupinhas, dar banho, pensar nos remedinhos, não perder a hora de nada. Eu tenho uma funcionária a Dona Maria para os serviços de casa, ela faz tudo da casa, mas da AL sou eu quem cuido. Vocês podem me perguntar porque não tenho uma babá, eu vou responder: Por Medo! Tenho arrepios só de pensar em alguém judiando da Ana Laura. Sinceramente não confio, não me julguem, estou sendo muito sincera. Tenho pavor de pensar na hipótese de alguém derrubá-la, fazer algum mal quando eu não estivesse por perto sem contar que quero ser presente, quero cuidar dela, estar perto sempre que ela precisar. Calma, eu sei que não vai ser sempre assim. Em breve volto ao trabalho e ela ficará com minha mãe e com mais uma pessoa para ajudá-la e se Deus quiser será minha prima, pessoas que amam a Ana Laura e que cuidaram dela com todo carinho e amor.

Ah! Já estava me esquecendo de contar como foi a experiência de leva-la a primeira vez num evento que foi o casamento da minha prima em Londrina. Gente, ela se comportou muito bem, não tiramos ela da rotina, só de casa hehe, levamos o “moisés” para ela dormir na festa e em seguida ela dormiu no bercinho do hotel onde ficamos hospedados! Foi tudo tranquilo, perfeito!

Bom, é isso gente! O segundo mês terminou mais leve, menos cansativo, temos uma bebê feliz, sorridente e que já começou a fazer os barulhinhos gostosos de ouvir, aqueles “uuuuuuuu” rs. Papais felizes e mais aliviados, com uma mamãe mais segura e não menos cuidadosa.

Bjo Bjo

Telma

12